O Drama dos Oscars

Estava a ler no outro dia sobre os Oscars, especificamente uma notícia que dizia que a a Academia estava a pensar este ano não ter um apresentador, mas sim uma miríade de celebridades que iriam alternando e apresentando a cerimónia à vez.

Ocorreram-me imediatamente duas coisas. A primeira foi, “Estúpidos!” … Toda a gente sabe que quem apresenta a cerimónia é tão ou mais importante como quem ganha o Oscar de melhor filme! A segunda, e a mais importante foi, “Atão mas… O Kevin Hart não ia apresentar os Oscars este ano?”.

Como eu até gosto de ter razão, recorri ao tio Google para comprovar a minha suspeita. E tinha mesmo razão. Acontece que a Academia pediu ao Kevin Hart para apagar alguns tweets homofóbicos que o senhor tinha feito há coisa de 7 ou 8 anos e que pedisse desculpa por essas piadas, ao que Kevin Hart os manda ir tocar saxofone com o bufunfo, porque os mános não têm nada a ver com o que ele deixa ou não deixa de ‘tuitar’, muito menos há quase uma década atrás.

Não será preciso dizer que os senhores não ficaram particularmente felizes. E cá estamos, parece que não temos um apresentador oficial para a cerimónia, a poucos meses da mesma ocorrer.

Pá, eu li os tweets, e sim, são homofóbicos, não lhe saíram muito bem, mas é razoável, passados 8 anos vir censurar e desenterrar coisas por mesquenhices? Fará sentido alimentar cada vez mais uma cultura de coitadinhos e ofendidinhos?

Não seriam piadas que eu faria, e ele próprio já disse que hoje em dia não faria piadas daquelas, eram outros tempos, e é verdade, tanto que não voltou a repetir piadas do género.

Mas quem somos nós, soldadinhos da justiça social, para dizer que piadas alguém deve ou não deve fazer? As piadas eram boas? Pá, não, mas eu defendo que, pelo menos na comédia, não deve existir este tipo de censura, não há limites no humor, e se me perguntarem a mim, e se fosse eu acho que fazia o mesmo, ofendesse quem ofendesse, nem que fosse em forma de protesto contra esta censura ridícula.

Parece que cada vez mais gostamos de andar a cheirar o cocó nas latrinas digitais uns dos outros, propositadamente a procura de coisas para ficarmos ofendidos. Queremos todos andar de nariz castanho? Não queremos, é feio, não combina com o casaco novo da black friday, não é? Pois é…

Olhem se nós fizéssemos isto cá? O Pepe Rapazote nunca mais fazia nada em Portugal até pedir desculpa, porque disse em horário nobre para comprarmos droga… Ele acabou no Narcos da Netflix, por isso se calhar resultou bem para ele 🤔

Vistas assim as coisas, isto até pode ser uma oportunidade para o Hart abraçar novos projetos, tipo para uma sequela do Brokeback Mountain, mas no Bronx dos anos 90, com blacks anões homossexuais oprimidos. Brokeblack Mountmen? Três minorias numa só pessoa? Tem tudo para ser um sucesso!

Fica a ideia…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Escreva um blog: WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: