Censurazinha Também É Censura

As redes sociais, antes vistas como um local de partilha de ideias e pensamentos, estão cada vez mais a tornar-se um antro de censura e uma câmara de eco do politicamente correto. E de mamas, vá. Também há mamas.

Sou abertamente de esquerda, visão política que costuma estar associada ao politicamente correto, mas sou também adepto da liberdade de expressão, ao que nunca me acanhei a dizer coisas ou fazer piadas consideradas politicamente incorretas ou ofensivas.

Faço-o por estar preparado para debater com quem discorde da minha visão ou simplesmente seja burro e não perceba que estou apenas a fazer uma piada. Mas em vez de debate, tenho sido bloqueado em várias redes sociais ou impedido de postar certos conteúdos por, por exemplo, conterem a palavra ‘pedofilia’, ou ‘nigger’. Até aqui, apesar de reprovável, é aceitável. Mas recentemente fui impedido de participar numa discussão política porque o que eu estava a dizer não interessava a determinado partido político. Não vale a pena referir qual, mas sim, foi a Iniciativa Liberal.

É compreensível que as redes sociais tenham mecanismos para impedir spam e conteúdos aparentemente tóxicos, mas dar o poder de calar quem discorda de nós, principalmente em discussões políticas saudáveis, é algo perigoso. Permitir a criação de câmaras de eco onde todos à nossa volta parecem concordar com determinada ideologia é extremamente perigoso para uma democracia e pode levar a fenómenos como o que vimos no Brasil, onde uma frente racista, xenófoba, misógina e extremista começou a ganhar apoio e acabou mesmo por ganhar as eleições.

Ou pior ainda, pode levar à proliferação do pior tipo de pessoa que se pode encontrar online… Os conas.

O aumento agressivo da censura nos social media está a tornar-se alarmante, a capacidade que uma entidade privada tem de moldar os conteúdos que se colocam online, ao ponto de calar vozes contraditórias e espalhar propaganda política sem qualquer tipo de oposição é assustador, principalmente numa altura em que vemos cada vez mais a influência que podem ter.

Hoje soube-se, por exemplo, que o PNR criou várias contas falsas fazendo-se passar por militantes negros do Bloco de Esquerda, espalhando mensagens de ódio contra brancos Portugueses de modo a criar controvérsia e incendiar o pensamento racista e anti-imigrante em Portugal.

Um estudo da universidade de Oxford mostrou que em época de eleições a desinformação e as notícias falsas nas redes sociais aumentam consideravelmente, produzidas por partidos a tentar polarizar e manipular os votantes. Dois casos flagrantes foram o Reino Unido, com o Brexit, e os Estados Unidos nas eleições de 2016. Aliado ao poder que têm de censurar quem poderia contradizer estas ‘fake news’, transforma as redes sociais numa máquina de propaganda análoga à que vimos na Alemanha Nazi.

Se for possível calar constantemente o contraditório, este tipo de propaganda torna-se quase tão boa como aquelas antigas amigas de escola que nos tentam vender a Bimby todos os meses, primeiro achamos aquilo tudo muito estranho, meio parece um esquema, mas depois lá acabamos por gostar, porque não há ninguém para nos chamar à razão e explicar que estamos a gastar mil euros numa liquidificadora que cozinha a vapor.

Se calhar não foi a melhor analogia, comparar o Hitler a um robô de cozinha, até porque ele sempre teve mais jeito com o forno.

Mas voltando ao ponto em questão…

Numa altura em que andamos tão preocupados com a liberdade de expressão online, com a ameaça do artigo 13, etc, continuamos permitir que partidos façam propaganda enquanto lhes dão o poder de calar vozes contraditórias? Vamos deixar as senhoras da Bimby ganhar?

Acaba a democracia, mas ao menos o arroz doce é divinal.

Já soo àqueles gajos das teorias da conspiração… Onde é que eu cheguei…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Escreva um blog: WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: